Texto por:

Carlos Alberto Molina Jaro
Jamilla Mariana de Oliveira Gonçalves

www.psiquiatriaweb.com/ansiedade/depressao-6.html


Essas costumam ser as principais perguntas para aqueles que padecem de algum Transtorno de Ansiedade (Ansiedade Generalizada, Ataques de Pânico, Fobias, etc.):

  • Que remédio posso tomar para aliviar a ansiedade?
  • Inclusive: Qual medicamento pode curar esta ansiedade intensa?

Embora seja verdade que os remédios (medicamentos psicotrópicos) possam ajudar significativamente, eles não são suficientes para garantir o bem-estar a longo prazo. Vários estudos e consensos confluem na necessidade de associar psicoterapia com a medicação.  Além disso, são necessárias mudanças na rotina do paciente ansioso que promovam o bem-estar bio-psico-social como: atividade física regular, dieta saudável e atividades recreativas.

Como posso saber se tenho um Transtorno de Ansiedade?

Lembre-se que a ansiedade até certo ponto é normal. É um estado de alerta que lhe permite lidar com as atividades e problemas cotidianos. No entanto, quando excessiva, deixa de cumprir essa função e torna-se prejudicial, limitando progressivamente o curso normal da vida do indivíduo. Já neste ponto, você deve achar difícil executar atividades no dia-a-dia.

O melhor que você pode fazer é consultar um profissional da área de saúde mental. Ou seja, da área de Psicologia e/ou Psiquiatria.

Qual remédio posso tomar?

A automedicação nunca é uma boa escolha. A opção ideal é encontrar os profissionais adequados para que te avaliem e selecionem o melhor medicamento para você. Sempre recordando que a medicação é uma parte do tratamento e NÃO todo o tratamento.

Alguns exemplos de remédios para ansiedade:

  • Antidepressivos: Fluoxetina, Venlafaxina, Escitalopram
  • Ansiolíticos: Clonazepam, Alprazolam, Diazepam

Produtos que se deve evitar ou diminuir:

  • Chá comum
  • Café
  • Bebidas com cafeína ou taurina (refrigerantes, energizante)
  • Drogas ilegais

O que é a Psicoterapia para controlar a ansiedade?

É um procedimento fundamental para aliviar a ansiedade. Numerosos estudos indicam a importância da psicoterapia, principalmente no bem-estar a longo prazo. O mesmo acontece em relação às mudanças relacionadas a hábitos saudáveis ou à adoção de um estilo de vida saudável.

Corro o risco de ficar viciado em medicamento para a ansiedade?

Não existe com os antidepressivos. O único “risco” se deve ao alívio que os medicamentos produzem, que pode levar à interpretação de que você está sendo curado. De fato, esse é um problema comum naqueles que sofrem de um Transtorno Ansioso. Como os medicamentos produzem grande alívio nos primeiros 2 meses, a maioria dos pacientes deixa a psicoterapia e volta a apresentar hábitos NÃO saudáveis em sua rotina, como o sedentarismo ou a sobrecarga de trabalho.

Já com os ansiolíticos existe a possibilidade de ficar viciado. Normalmente, se for utilizado como única opção de tratamento, por tempo prolongado e em doses elevadas.

Assim, muitos pacientes se consideram curados com base no alívio químico produzido pelos medicamentos. Eles acabam dependendo dos medicamentos para ficar bem. Isso é chamado de dependência psicológica. Não é um vício físico e, portanto, não tem suas implicações severas. O problema nessa situação é que os aspectos de fundo não estão sendo resolvidos. É similar a emendar uma rachadura com fita adesiva, sem solucionar a causa ou repará-la corretamente.

Referências

  1. Bandelow B, Michaelis S, Wedekind D. Treatment of anxiety disorders. Dialogues in Clinical Neuroscience. 2017;19(2):93-107.
  2. Perna G, Caldirola D. Management of Treatment-Resistant Panic Disorder. Current Treatment Options in Psychiatry. 2017;4(4):371-386. doi:10.1007/s40501-017-0128-7.
  3. Swift, J. K., Greenberg, R. P., Tompkins, K. A., & Parkin, S. R. (2017). Treatment refusal and premature termination in psychotherapy, pharmacotherapy, and their combination: A meta-analysis of head-to-head comparisons. Psychotherapy, 54(1), 47-57.

Deixe um Comentário

Entre em contato com a PsiquiatriaWeb.

Escreva aqui sua mensagem.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Call Now Button
Enviar mensagem
Oi, gostaria de obter informações sobre a consulta.
Powered by