Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)


Texto por:

Carlos Alberto Molina Jaro

www.psiquiatriaweb.com/ansiedade/transtorno-obsessivo-compulsivo-toc.html


 

 

O que é transtorno obsessivo-compulsivo?

O indivíduo com Transtorno Obsessivo-Compulsivo ou TOC apresenta pensamentos irracionais, repetitivos e angustiantes chamados obsessões. Essas obsessões provocam, frequentemente, comportamentos repetitivos, chamados de compulsões ou rituais, que buscam aliviar o desconforto provocado por esses pensamentos.

Assim, quem sofre de TOC fica preso em um ciclo repetitivo de obsessões e compulsões que muitas vezes pioram em intensidade e frequência com o passar do tempo.

O TOC começa na infância ou na adolescência. E provoca, progressivamente, severas limitações no desempenho das atividades cotidianas.

Sua prevalência mundial está entre 1 e 3 %, isto é, 1 a 3 pessoas por cada 100.

Qual é a causa?

A causa ainda permanece desconhecida. Os estudos mencionam múltiplos fatores, dentre os quais se destaca o fator genético. No entanto, ainda não se sabe exatamente por que algumas pessoas da mesma família apresentam TOC e outras não.

As principais teorias são:

  • Biológica: alterações na química (sistema de serotonina) das funções cerebrais.
  • Genética: ainda que se saiba que há influência genética, genes específicos ainda não foram confirmados.
  • Infecções: há evidências de que infecções bacterianas (por estreptococo) na infância podem desencadear TOC por um mecanismo de autoimunidade. Contudo, isso é verdade somente para uma pequena parte dos casos que tem início na infância.

 

Quais são os fatores de risco?

São aqueles que aumentam o risco de sofrer ou desencadear o distúrbio obsessivo-compulsivo:

  • Antecedentes familiares.
  • Eventos estressantes da vida.
  • Outros transtornos mentais, como transtorno de ansiedade, depressão, abuso de substâncias ou transtorno de tiques.

 

Quais são os sintomas do Transtorno Obsessivo Compulsivo?

O indivíduo com TOC tem pensamentos e comportamentos indesejados que eles não podem controlar.

Eles passam pelo menos uma hora por dia com esses pensamentos ou rituais, que causam angústia e interferem em suas vidas diárias.

Alguns exemplos comuns de obsessões são:

  • medo de germes, bactérias, vírus, parasitas
  • ser ferido ou machucar os outros
  • pensamentos religiosos ou sexuais perturbadores.

 

Exemplos comuns de compulsões ou rituais são:

  • contar ou limpar coisas,
  • lavar o corpo ou partes dele repetidamente,
  • organizar as coisas de uma maneira particular,
  • Verificar tudo de novo e de novo.

 

Existe um tratamento?

Como de costume, a melhor opção é procurar ajuda de forma oportuna e com um profissional da saúde mental (Psicologia e Psiquiatria). Estabelecer um plano de tratamento a tempo se traduz num melhor prognóstico.

Estudos indicam que o melhor plano de tratamento inclui a chamada terapia combinada:

  • Psicoterapia (TCC)
  • Medicamentos (antidepressivos, ansiolíticos)

Dentro da psicoterapia, a forma mais estudada é a Terapia Cognitivo-Comportamental ou TCC. Essa terapia ensina à pessoa com TOC maneiras diferentes de pensar, agir e reagir a situações. E essas maneiras diferentes de fazer as coisas ajudam a pessoa a se sentir menos ansiosa, reduzem o medo e colaboram a ter um cotidiano sem pensamentos obsessivos ou sem ter que agir compulsivamente.

Os medicamentos colaboram para melhorar o humor e reduzir a ansiedade característica deste trastorno.

 

Referências:

  1. Hirschtritt ME, Bloch MH, Mathews CA. Obsessive-Compulsive Disorder Advances in Diagnosis and Treatment. JAMA. 2017;317(13):1358–1367. doi:10.1001/jama.2017.2200
  2. Nicolini H, Salin-Pascual R, Cabrera B, Lanzagorta N. Influence of Culture in Obsessive-compulsive Disorder and Its Treatment. Current Psychiatry Reviews. 2017;13(4):285-292. doi:10.2174/2211556007666180115105935.

 

*Carlos Alberto Molina Jaro

Médico Psiquiatra – Interessado na difusão de informação sobre a Saúde Mental

 

Deixe um Comentário

Entre em contato com a PsiquiatriaWeb.

Escreva aqui sua mensagem.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Call Now Button
Enviar mensagem
Oi, gostaria de obter informações sobre a consulta.
Powered by