Estabilizadores de Humor


Texto por:

Rafael T. de Sousa
Iago Oliveira Ferradans

www.psiquiatriaweb.com/transtorno-bipolar/estabilizadores-de-humor.html


 

Principais estabilizadores de humor no Brasil

Nome Químico Nomes Comerciais
Carbamazepina Tegreto, Tegretard
Oxcarbazepina Trileptal, Oleptal
Carbonato de Lítio Carbolitium, Litiocar, Neurolitium
Ácido Valpróico Depakene, Valpakine
Divalproato de Sódio Depakote
Lamotrigina Lamictal, Neurim

O que são estabilizadores de humor?

Estabilizadores de humor são medicamentos usados para manter estável o humor de pacientes com Transtorno Bipolar.

O lítio, o ácido valpróico e a carbamazepina são consideradas as drogas de primeira linha. Parte dos estabilizadores de humor age também como anticonvulsivante.

 

Como são usados no tratamento?

Estabilizadores de humor são usados tanto na fase aguda (episódios depressivos ou de mania). como na fase de manutenção do tratamento do transtorno bipolar. Na fase de manutenção, procura-se principalmente evitar recaídas.

Como há vários tipos de estabilizador, cada um com seu perfil de efeitos único, não se pode dizer que algum seja eficaz para todos os casos. É comum no início do tratamento tentar (sob orientação médica) diferentes medicamentos para encontrar o ideal.

 

E os efeitos colaterais dos estabilizadores de humor?

Como qualquer medicamento, há diferentes possíveis efeitos colaterais associados com cada tipo de medicamento estabilizador de humor. Ajustes de dose podem resolver boa parte dos efeitos colaterais. Frequentemente, o benefício do uso do estabilizador supera algum possível desconforto.

Em caso de grande incômodo ou dúvidas, é importante conversar com o médico responsável para avaliar o caso e talvez mudar o tratamento.

Não pare de tomar o medicamento prescrito a não ser por pedido do médico.

Procure o médico se você notar os seguintes sintomas que são incomuns com o uso de estabilizadores de humor:

. Vermelhidão na pele ou feridas em mucosas;

. Fala empastada (arrastada) ou confusão mental.

 

CARBAMAZEPINA

Há décadas é utilizada como tratamento de primeira linha para casos de mania aguda.

 

OXCARBAZEPINA

Trata-se de uma adição mais recente à lista de estabilizadores. A oxcarbazepina foi desenvolvida a partir de uma alteração da molécula da carbamazepina.

 

LÍTIO

Além de ser usado para tratamento de mania e de depressão no transtorno bipolar, é eficaz na manutenção e prevenção de recaídas; é também o único tratamento aprovado na prevenção de suicídio. Uma curiosidade: O elemento lítio foi descoberto no começo do século XIX pelo Patriarca da independência do Brasil, José Bonifácio de Andrada e Silva.

 

ÁCIDO VALPRÓICO E DIVALPROATO DE SÓDIO

As duas medicações são bastante semelhantes, sendo o divalproato de sódio mais bem tolerado pelos pacientes. São remédios usados especialmente para sintomas de mania e para manutenção.

 

LAMOTRIGINA

Como alguns outros estabilizadores de humor, a lamotrigina é também pode ser usada como antiepiléptico. A lamotrigina é usada para sintomas depressivos, em geral associada a outro estabilizador de humor.

 

Referências

Kaplan & Sadock, Compêndio de Psiquiatria, 11ª edição

 

Geddes, John R, and David J Miklowitz. “Treatment of Bipolar Disorder.” Lancet 381.9878 (2013) [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3876031/]

Moreno, Ricardo Alberto, Moreno, Doris Hupfeld, Soares, Márcia Britto de Macedo, & Ratzke, Roberto. (2004). Anticonvulsivantes e antipsicóticos no tratamento do transtorno bipolar. Revista Brasileira de Psiquiatria, 26(Suppl. 3), 37-43. [http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462004000700009]

Deixe um Comentário

Entre em contato com a PsiquiatriaWeb.

Escreva aqui sua mensagem.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Call Now Button
Enviar mensagem
Oi, gostaria de obter informações sobre a consulta.
Powered by